Now Playing Tracks

Acho que o quintal onde a gente brincou é maior do que a  cidade. A gente só descobre isso depois de grande. A gente descobre que o  tamanho das coisas há que ser medido pela intimidade que temos com as  coisas. Há de ser como acontece com o amor. Assim, as pedrinhas do nosso  quintal são sempre maiores do que as outras pedras do mundo. Justo pelo  motivo da intimidade.
Manuel  de Barros

Oh ! Que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras, À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais!
Casimiro de Abreu.
Zoom Info
Camera
Nikon
Acho que o quintal onde a gente brincou é maior do que a  cidade. A gente só descobre isso depois de grande. A gente descobre que o  tamanho das coisas há que ser medido pela intimidade que temos com as  coisas. Há de ser como acontece com o amor. Assim, as pedrinhas do nosso  quintal são sempre maiores do que as outras pedras do mundo. Justo pelo  motivo da intimidade.
Manuel  de Barros

Oh ! Que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras, À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais!
Casimiro de Abreu.
Zoom Info
Camera
HP pst_p02b
Acho que o quintal onde a gente brincou é maior do que a  cidade. A gente só descobre isso depois de grande. A gente descobre que o  tamanho das coisas há que ser medido pela intimidade que temos com as  coisas. Há de ser como acontece com o amor. Assim, as pedrinhas do nosso  quintal são sempre maiores do que as outras pedras do mundo. Justo pelo  motivo da intimidade.
Manuel  de Barros

Oh ! Que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras, À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais!
Casimiro de Abreu.
Zoom Info
Camera
HP pst_p02b
Acho que o quintal onde a gente brincou é maior do que a  cidade. A gente só descobre isso depois de grande. A gente descobre que o  tamanho das coisas há que ser medido pela intimidade que temos com as  coisas. Há de ser como acontece com o amor. Assim, as pedrinhas do nosso  quintal são sempre maiores do que as outras pedras do mundo. Justo pelo  motivo da intimidade.
Manuel  de Barros

Oh ! Que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras, À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais!
Casimiro de Abreu.
Zoom Info
Camera
HP pst_p02b

Acho que o quintal onde a gente brincou é maior do que a cidade. A gente só descobre isso depois de grande. A gente descobre que o tamanho das coisas há que ser medido pela intimidade que temos com as coisas. Há de ser como acontece com o amor. Assim, as pedrinhas do nosso quintal são sempre maiores do que as outras pedras do mundo. Justo pelo motivo da intimidade.

Manuel de Barros

Oh ! Que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras,
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!

Casimiro de Abreu.

We make Tumblr themes